O Barão de Münchhausen

Capítulo II - Das Histórias de Caça (7)


Que me direis da seguinte história?

Caía a noite e eu me encontrava sem munição alguma numa floresta da Polônia. Quando voltava para casa, um urso imenso e furioso, pronto a me devorar, barra-me a passagem. 

De imediato procuro em meus bolsos pólvora e chumbo. Só encontrei duas pedras de fogo da minha espingarda que trazia comigo por precaução. 

Atirei com toda força uma delas na goela da fera e a pedra foi até o fundo. É claro que o monstro não gostou nada e fez meia volta; o que me permitiu atirar a segunda pedra contra a sua porta dos fundos. 

Esse recurso deu maravilhosamente certo. O segundo projétil chegou ao endereço, e mais, encontrou-se com o primeiro. Do choque, resultou fogo e lá se foi o urso pelos ares, numa tremenda explosão.


fonte:
Grandes obras da cultura universal - Volume 15. editora Villa Rica - Belo Horizonte, Brasil 1990

Nenhum comentário: